Apelo: o Santuário precisa de você!


Alguma vez você já pensou que o Santuário precisa de você? Todos nós frequentadores do Santuário Nacional da Umbanda nos sentimos gratos e felizes em poder desfrutar de um espaço de harmonia e poderosas energias como o Santuário e sempre pensamos: preciso ir no Santuário: me energizar, descarregar, fazer ofendas, preciso do Santuário. Alguma vez você já pensou que o Santuário precisa de você?

O Santuário é um oásis, área de preservação ambiental, reflorestamento e proteção da fauna e flora. Cada espaço de terra que você pisa é sagrado e precisa ser respeitado como tal. Por isso, observe onde pisa, para não destruir plantas, flores ou bichinhos que fazem parte do ecossistema.

Não deixe lixo no Santuário. Todos os dias recolhemos dezenas de sacos de lixos com materiais que poderiam ter sido levados de volta por quem os trouxe.  As caixas de papelão, sacos plásticos e garrafas aonde você trouxe as oferendas, podem ser levados de volta em seu veículo e despachados nos lixos convencionais próximos de suas residências, fora do perímetro rural de preservação do Santuário.

Quando arriar uma oferenda não utilize matérias poluentes, como plásticos, latas e vidros. Para evitar isso utilize os alguidares de barro (que são naturais e não poluem). Se utilizados nas oferendas, o barro volta para a natureza e não precisa virar lixo. As bebidas podem e devem ser derramadas sobre as oferendas.

 

Somente acenda vela nos veleiros. Não acenda vela em qualquer lugar. Para isto existem os veleiros, local apropriado para acender as velas, evitando assim incêndios. Se você acende vela fora dos veleiros está pondo em risco a vegetação e seus irmãos de fé.

O Santuário Nacional da Umbanda é um organismo vivo e nós somos células deste corpo sagrado. Caminhe em silêncio e sinta a força vibracional do espaço. Fale menos e escute mais a natureza, os pássaros, o balançar das folhas ao vento. Cante nas giras para louvar nossos Orixás e Guias.

 

Deixe somente o seu amor e pegadas e leva para a casa a gratidão e o axé do nosso solo sagrado. Lembre-se, tu és célula pulsante do Santuário, por tanto, cuide bem dele, assim o teremos como patrimônio preservado para nossos filhos e netos, para as gerações futuras.  É você que pode hoje escrever esse futuro.

Nosso sarava Fraterno!

Babalaô Ronaldo e Babá Dirce

Siga-nos nas redes sociais
error