ORIENTAÇÕES DA FEDERAÇÃO UMBANDISTA DO GRANDE ABC PARA OS TEMPLOS


Em momento de pandemia do coronavirus, que já chegou no Brasil

– Lavar as mãos quando entrar e antes de sair dos templos;

– Não compartilhar copos;

– Evitar abraços, mesmo que incorporados;

– Beijos no rosto e nas mãos devem ser evitados;

– Recomendamos suspender o ato de pedir a benção até o fim do surto;

– Médiuns com sintomas de gripe não devem ir aos trabalhos;

– As sessões festivas e não essenciais devem ser evitadas;

– Disponibilizem álcool gel na entrada dos templos;

– Médiuns que viajaram para o exterior recentemente devem ficar em casa e não ir aos templos, até ter certeza (14 dias depois) que não está contaminado com o vírus;

– Caso o médium tenha contato com alguém contaminado, não deve ir aos trabalhos;

– Atender primeiro crianças e idosos e liberar imediatamente após os atendimentos;

– Quem for atendido, deve ir imediatamente embora, não esperar terminar os trabalhos para reduzir o número de pessoas juntas no templo;

– Abram as janelas e deixe o templo o mais ventilado possível, evitando ao máximo reunião de muitas pessoas de uma única vez;

 

– Em caso de decisão municipal ou do Estado para fechamento de espaço com atendimento ao público, o Templos devem acatar e fechar.

 

O SANTUÁRIO FUNCIONARÁ NORMALMENTE

Estamos atentos as notícias e tomando todas às medidas de precaução, repomos as saboneteiras (que por várias vezes foram danificadas) esperamos que desta vez elas permanecem lá.  E disponibilizamos álcool gel na cantina;

Se houver qualquer alteração da rotina, notificaremos em nossas únicas fontes oficiais de notícias, fiquem atentos:

NOSSO SITE: www.santuariodaumbanda.com.br

NOSSO FACEBOOK OFICIAL: @santuarionacionaldaumbandaoficial

 

E OS TEMPLOS DEVEM PARAR?

Escrevi esse texto em 13 de março e agora que você está lendo o cenário nacional já pode ter mudado. Naturalmente que esta será uma decisão de cada líder espiritual, a depender de como o caso evoluir nos próximos dias. O bom senso é o mais importante. Se puder diminuir as atividades mantendo apenas as essenciais, naturalmente é melhor. A menos que haja uma ordem nacional de todos ficarem em casa, ai sim os templos devem seguir a regra e fechar até que a situação se regularize.

 

ESPERANÇA EM TEMPOS DE CRISE: O PAPEL DA RELIGIÃO NO MOMENTO ATUAL

 

Em meios a um toque e outro do atabaque, a energia maravilhosa dos nossos guias, colocamo-nos a disposição para servir a humanidade, sendo apoio aos que procuram nossos templos em busca de uma resposta para seus males, de um consolo para suas dores.

Enquanto isso, os sinos das Igrejas na Itália precisaram silenciar. No dia 12 de março de 2020 a Diocese de Roma anunciou o fechamento de mais de 900 igrejas e a Itália cumpriu o segundo dia de isolamento. E nós umbandistas nos compadecemos com a dor dos outros e refletimos de que forma podemos ser auxílio neste momento de pandemia com o coronavirus.

É preciso falar da necessidade de vigília e oração constantes, conexão com nossos guias em vibração pela humanidade, em fortalecimento de nossas correntes mediúnicas e de lembrarmos que somos irmãos em Oxalá em todo o mundo, independente de religião. Por isso, vamos juntos compreender o que está acontecendo e como podemos ser úteis.

 

O VÍRUS JÁ CHEGOU NO BRASIL

O primeiro caso do coronavirus no Brasil, também chamado de COVID-19, foi confirmado em 26 de fevereiro mas, não há motivo para pânico. O que há sim, é a necessidade de sermos agentes ativos com cuidados de higiene que previnem a proliferação do vírus…. Por isso, decidi utilizar este espaço para sugerir alternativas aos nossos procedimentos nos templos. Naturalmente, que são apenas humildes sugestões. Cada dirigente espiritual sabe a realidade de seu terreiro e pode encontrar soluções para tentar diminuir a disseminação do vírus no Brasil. Pensamos em algumas medidas importantes, mas antes vamos entender o problema.

 

SINTOMAS DO NOVO CORONAVIRUS (COVID-19)

Os sintomas são parecidos com uma gripe. Se os sintomas forem leves não há necessidade de procurar o hospital.

Entretanto, se for pessoa acima de 60 anos ou que já tem problemas anteriores, como por exemplo, doenças cardíacas, diabetes, hipertensão, devem procurar o médico se apresentarem um dos sintomas abaixo:

– Febre, em geral, acima de 38º;

– Tosse seca;

– Eventual falta de ar;

– Dores musculares;

 

FORMAS DE CONTÁGIO

O vírus é transmitido de pessoa para pessoa, ou seja, se você estiver perto de alguém com o vírus, pode se contaminar. Sobretudo, através de um simples aperto de mãos e depois coçar os olhos ou levar a mão à boca. Por isso, evitar tocar nas pessoas, beijá-las ou abraça-las durante este período é importante.

Os templos que tiverem a opção de abrirem janelas devem fazê-lo, deixando o espaço o mais arejado possível e fazendo sessões menores para evitar muita aglomeração.

 

LAVE AS MÃOS COM ÁGUA E SABÃO NA ENTRADA E SAÍDA DOS TEMPLOS

O sabão tem ação bactericida e reduz muito as chances de contágio. Por isso é fundamental lavar com muita frequência as mãos, antes e depois dos trabalhos. E evitar tocar nas pessoas no templo. Consequentemente, o tão respeitoso ato de pedir a benção deverá ser evitado neste período, certamente os líderes religiões entenderão a necessidade de evitar este ato, pelo menos, neste período de expansão do vírus;

SE VOLTOU NO EXTERIOR HÁ MENOS DE 14 DIAS, FIQUE EM CASA!

Como a doença está muito espalhada pelo mundo, caso você tenha voltado de alguma viagem internacional, recomendamos que evite sair de casa até passar o prazo de 14 dias, tempo suficiente para manifestar algum sintoma. E caso manifeste algum sintoma, já que voltou do exterior, deve procurar um posto de saúde já usando máscaras.

 

QUANDO DEVO USAR MÁSCARA?

Se você apresenta os sintomas descritos acima, ou está em contato com alguém que tenha deve usar máscara para evitar se contaminar ou contaminar outras pessoas.

NOS CONECTEMOS COM NOSSOS GUIAS

Nosso pai Oxalá, infinitamente bom e justo, certamente está olhando por todos nós. Sabemos que as mazelas do corpo físico, muitas vezes, fazem parte das nossas experiências terrenas e todos nós, mortais imperfeitos, estamos suscetíveis a todos estes acontecimentos.

Com as suspensões das atividades, o corpo mediúnico pode fazer uma corrente de oração (em horário pré-determinado, cada qual em sua casa), tanto aos que não poderão ser atendidos pelos Guias, quanto para o que país passe por essa situação de forma minimizada.

Que tudo isso sirva para fortalecer a nossa fé e que possamos aproveitar a oportunidade de estarmos à frente na liderança de grupos, para sermos exemplos, trazer esclarecimentos, e acima de tudo força espiritual para aqueles que possam vir a sofrer com esta pandemia.

 

Meu Saravá Fraterno!

Babalaô Ronaldo Linares

Presidente da Federação Umbandista do Grande ABC

Entidade Mantenedora do Santuário Nacional da Umbanda

www.santuariodaumbanda.com.br

Siga-nos nas redes sociais